27
set
2013

O evento mais esperado do ano!!!

O evento mais esperado do ano! 

O meu texto deste mês é sobre o Sorriso do Bem.Em 2011,  estava em uma reunião da faculdade que sou professor, quando o telefone tocou. Vi um número de São Paulo então resolvi atender. Acho que foi a Mariana que me ligou, ela se apresentou e disse que era da TdB e que queria me convidar para um evento, o Sorriso do Bem. Nunca tinha ouvido falar deste evento, mas gostei da ideia e pensei: Um evento de odontologia de graça?? Eu topo!!!

Não era um grande usuário do Facebook, entrava às vezes, aí recebi uma solicitação de amizade do Fábio Bibancos, poxa!!! O que este cara quer comigo?? Ele é super famoso e eu sou um dentista do bem que atende um jovem em Salvador. Aceitei, é claro, e entrei no grupo da Turma do Bem no Facebook. O Marcos Jordão logo me deu as boas vindas ao grupo e de cara comecei a gostar do gente fina!! Passei uma semana vendo os posts antigos e me inteirando de tudo.

Fiquei Encantado e Espantado!!

Que bando de malucos são eles?? Todos são amigos e ficam o tempo todo trocando mensagens e falando da Tdb. Essa galera não trabalha!!! Só falam nisso. Entrei no site da Tdb e comecei a fuçar tudo. O que é esse SDB?? Melhor Dentista do Mundo??? E porque eu vou para lá?? As peças não se encaixavam!! Tentei falar com o coordenador a minha cidade e nada!! Ele não respondia minhas mensagens!!! Estranho!!

Aí começou a contagem regressiva no face!! E o povo estava ficando louco!!!

Postaram o Dress Code e o povo pirou de vez!!! E eu pensei: nossa, para que isso tudo?? Para que tanta roupa, tanta produção?? E as respostas não vinham e eu tinha vergonha de perguntar.

Toda noite entrava no Facebook para acompanhar as postagens do grupo, e eu já tinha a minha favorita para o Melhor do Mundo!!! Mas as dúvidas só aumentavam!!!!

Chegado o dia fui para sampa e cheguei na sede da TdB, eu não conhecia ninguém e todos se conheciam. Fiquei travado. Fui recepcionado pelo pessoal da TdB e as pessoas começavam a me cumprimentar e querer saber de onde eu era. Um grupo entrou no ônibus, lembro que sentei ao lado do Fábio de Jataí e perto da Elismara de Resende. Todos conversavam menos eu. Olha que adoro conversar!!!!

E as perguntas brotavam da minha cabeça!!! O que eu estava fazendo lá!!!

Então comecei a conversar com as pessoas e algumas dúvidas foram esclarecidas, sobre o que era o evento, e do que se tratava!!! Chegando no hotel pegamos a sacola e fomos tirar a foto com a faixa. Faixa?? Com o nome da minha cidade. Eu era o Miss Salvador??? Só tinha eu de Salvador??? E o coordenador da minha cidade??? Cadê esse cara??? Não conseguia relaxar!!!

Fomos para uma apresentação onde um monte de gente falou e terminou com todos chorando, pois o Manoel contou a sua história!! Todos já sabem como é!!!

Aí a noite teve o jantar dos Embaixadores. Embaixadores???  Quem são?? E eu com vergonha de perguntar fiquei na ignorância!! O jantar começou, estava em uma mesa na frente do palco. O Sr Bibancos começou o discurso e começou a falar nomes de cidades e as pessoas comemoravam e subiam ao palco. Aí pensei: meu Deus, se chamarem meu nome eu morro!!

Não chamaram e as pessoas foram me explicando o quem eram aquelas pessoas e porque estavam sendo chamadas, aí comecei a entender mais o projeto.

Foram quatro dias de sonhos. Palestras incríveis!! Uma surpresa atrás da outra!! Que produção!! Tudo Impecável!!!

Festas lindas!!! Noite Preta com a Preta Gil, tudo incrível!! Fui me apresentar para o Marcos Jordão e agradecer pela atenção que me dava no Facebook!!! O cara é um gentleman!!

Histórias lindas e tristes!!! Muito choro!!! Muitas Risadas!!!

Tomei muitas broncas da Mariana, pois vivia esquecendo a faixa!! Garrei um ódio daquela mulher!!  Mas tudo superado, entendi que ela estava fazendo o seu trabalho!!! Hoje ela está no meu coração!!!

Aí veio o evento mais aguardado por todos!! O Sorriso do Bem. Que perfeição!!! A apresentação do circo foi mágica!!! Os melhores foram premiados e a minha aposta estava certa!! A Luciana Bason ganhou o título de Melhor Dentista do Mundo!!!

Voltei para Salvador apaixonado pela Turma do Bem e com uma super responsabilidade: fazer o projeto decolar!!! Vencemos a primeira batalha, e em 2012 Salvador ficou entre as melhores cidades do projeto. Os dentistas daqui voltaram a acreditar no projeto. Desde do SdB do ano passado ganhei duas novas parceiras, a Beth e a Martha, estamos no caminho certo, mas temos um longo caminho pela frente.

E que venha o SdB 2013 e suas surpresas!!!!

Vai chegar o natal e 25 de outubro não chega!!

Leonardo Assis Costa
Coordenador de Salvador/BA  



25
set
2013

Exploração de gás de xisto: um crime contra a saúde pública

por Luiz Gustavo Oliveira
(coordenador voluntário de Teresina/PI)

 

Como acontece nos países pobres africanos (que já não aceitam mais nem indústrias de celulose, por exemplo), os Estados mais pobres da federação, como Piauí e Maranhão, ficam com a pior parte do progresso: as usinas altamente poluentes de produção de energia.

É um absurdo que não se discuta com a sociedade a instalação das usinas de extração de gás de xisto na bacia sedimentar do Rio Parnaíba. Tudo está sendo feito a toque de caixa, sem a mínima discussão do impacto ambiental dessa exploração. Pouca coisa sai na mídia, e quando sai é vendida a falsa informação de que isso representa um avanço para os Estados que receberão estas usinas.

Somos pobres e não estamos acostumados com dinheiro, e acho que porque somos pobres, nosso governador, nossos senadores e deputados – que deveriam nos proteger de certas ameaças -, se comportam como prostitutas de luxo a serviço das grandes empresas do setor de gás e petróleo. Só falam nos bilhões que serão depositados na economia local e não discutem o que realmente importa,  a saúde e o bem estar real de milhões de pessoas que vivem nessa regiões.

O que adianta ter dinheiro se não há saúde? O pior é ver também que a sociedade não está preparada pra esse debate, desconhecendo o tema e suas graves implicações. E dessa ignorância e alienação total, as raposas do poder se aproveitam para praticar o lobby dos grandes empresários do setor.

A exploração de gás de xisto por fraturamento hidráulico do solo tem sido apontado como a grande causa da contaminação do solo, do ar e dos leitos naturais nos EUA com substâncias benzoativas cancerígenas, metais pesados e outros, provocando inúmeras mortes por câncer e envenenamento nas comunidades próximas. Sem contar as cidades fantasmas que vem surgindo por conta da total impossibilidade de se respirar o ar ou consumir água, mesmo estando a milhares de quilômetros das áreas de exploração.

Para quem deseja conhecer a realidade, sugiro que assistam o documentário “Terra do Gás”.  É estarrecedor o impacto da atividade exploratória do xisto por fraturamento hidráulico e, mais ainda, a omissão das autoridades para os problemas causados por ela.
Preparem-se pois é isso que teremos no Piauí e no Maranhão em alguns anos.

É uma questão realmente muito séria para simplesmente não fazermos nada.



24
set
2013

A ação da amizade!

A ação da amizade

 

De vez em quando é bom nos determos, por alguns minutos para refletir um pouco sobre a ação da amizade em nossas vidas. A Amizade é o sentimento que une as almas umas às outras, gerando alegria e bem estar. A Amizade é suave expressão do ser humano que necessita intercambiar as forças da emoção sob os estímulos do entendimento fraternal.

Inspiradora de coragem e de abnegação, a amizade enfloresce as almas.

Há no mundo, muita falta de amizade!

O egoísmo afasta as pessoas e as isola.

A amizade alegra os indivíduos.

A desconfiança desarmoniza as vidas e a amizade equilibra as mentes.

Na àrea dos amores de profundidade, a presença da amizade é fundamental.

Quando outras emoções se enfraquecem no vaivém dos choques, a amizade perdura, companheira devotada das pessoas que se estimam.

Ela é meiga e paciente, vigilante e ativa.

Sustenta na fraqueza e liberta nos momentos de dor.

A amizade é facil de ser vitalizada.

Existe uma ciência de cultivar a amizade e construir o entendimento.

Não será possivel colher sem semear.

Examine, pois, diariamente, a  sua lavoura afetiva.

Irrigue-a com a agua pura da sinceridade, do perdão, da atenção.

Sem esquecer jamais do adubo do amor, do carinho e do afeto.

Imite o lavrador prudente e devotado, e colherá grandes e preciosos resultados.

 



19
set
2013

Fazer o bem compensa?

Fazer o bem compensa?

“Fazer o bem é o mais suave prazer que se pode experimentar”.

Eu acredito que é preciso ter sonhos realmente grandes. Sonhos pequenos não me motivam de verdade. É bonito quando uma pessoa trabalha para ter a casa própria, mas isso ainda é muito pouco. É ótimo lutar para ajudar o filho a se formar, mas nós somos capazes de muito mais.

Ajudar as pessoas a acreditar no próximo não é um trabalho importante apenas para deixá-lo em dia com seu espírito de solidariedade. Trata-se, na verdade, de alimentar a sensação de pertencer à raça humana.

Começo a acreditar no nosso país porque vejo muitas pessoas comprometidas com o nosso povo, comprometidas em fazer o bem. Se você participa de um projeto social, quero parabenizá-lo. Hoje, me vejo mais interessado pela saúde pública, pelos problemas e necessidades que milhares de brasileiros carentes apresentam. Não quero ser a Madre Teresa de Calcutá, também não estou nem perto disso. Também não podemos esquecer de nós mesmos,dos nossos deveres, até porque, todo mês contas devem ser pagas. Mas ajudar é preciso. Agora, se você ainda não trabalha em um projeto social, talvez seja hora de lembrar que tem dentro de si um poder muito maior do que imagina. Dentro de você existe a capacidade de transformar o mundo. Lembre-se: faça sua parte, sempre!

Fazer o bem recompensa sim, e a recompensa pode ir muito além do sorriso do um garotinho que você acabou de conhecer…

Cleferson Ferreira
Coordenador de Recife/PE 



18
set
2013

Foco!

 


Foco!

 

O momento que hoje vive a TdB, nos obriga à inevitável reflexão acerca dos fatos e às, consequentes e igualmente inevitáveis, mudanças pelas quais a ONG está sendo forçada a passar e honestamente nos questionarmos: Qual o nosso foco? Qual o intuito de fazermos o bem?

O ser humano, qualquer que seja seu ambiente, e não seria diferente na TdB, possui necessidade de ser notado. Contudo, se a ânsia de brilhar e promover-se é o único e maior dínamo que nos leva a ser bons, o tempo e convívio acabam denotando o que não é legítimo, fazendo, infelizmente, com que o trabalho que antes era bom e legitimo se torne caricato e pouco útil ao verdadeiro objetivo da ONG que, caso haja caído no esquecimento, é trazer a quem não pode, a chance de sorrir.

Carisma e boa imagem são características lindas, desde que não sejam forçadas e não objetivem a promoção pessoal em detrimento do bem comum.

O exercício deve ser diário, devemos a todo tempo nos auto analisar. SOMOS seres cheios de falhas e defeitos, e todos temos a chance de, em algum momento, perdermos o foco. Sejamos mais simples, práticos e humildes. Cada um sendo o que realmente é. “Façamos pelo próximo o que faríamos pelo nosso filho”, porém sem querer um benefício próprio, mas pelo simples prazer de fazer o BEM.

Marlon Mezadri Layber
Coordenador de Piúma/ES



13
set
2013

Que és un papá?

Que és un Papá?

Por estos días encontré un escrito sobre lo importante de un papá para nuestra vida y quiero compartirlo con ustedes:

 Un papá, lo que se llama papá, es una combinación extraña de razón y sentimiento.

 Es aquel que sabe orientar y exigir, pero al mismo tiempo sabe amar.

 Es aquel que al minuto de haber regañado con severidad, sonríe y guiña el ojo con ternura.

 Es el que sabe decir no cuando es lo justo y sabe decir si cuando es lo conveniente.

 Un papá zapatea duro cuando cumple su deber y anda en puntillas en la noche cobijando nalguitas y cuerpecitos fríos.

 Un buen papá es el que después, de una dura jornada de trabajo, al llegar a casa abraza a sus hijos y se vuelve un niño jugando con  ellos.

 Un papá es aquel hombre que genera vida, que acompaña y da seguridad ofreciendo una mano firme.

 Un papá es ante todo un hombre con corazón, que sabe señalar el horizonte con optimismo y confianza.

 Un papá, un verdadero papá, tiene mucho de mamá, aunque tenga fortaleza de varón inquebrantable.

 Un papá es refugio seguro para el hijo que llora y sufre… un papá es aquel que sabe escuchar y alentar a los hijos en las derrotas de la  vida.

 Son generosos por naturaleza, por voluntad y por amor. Además, un papá nunca muere, simplemente se esfuma para continuar mandando en su recuerdo con sus enseñanzas.

 La vida de los hijos transcurre felizmente a la sombra de un buen papá, como el amigo y confidente que refleja la ternura, la bondad y  el amor.

Gracias Papá.

 

Mónica García Toro
Coordenadora de Bogotá/COL 



12
set
2013

O nosso papa Francisco!

Nosso Papa Francisco!

Nenhum outro nome santo cairia tão bem ao nosso querido ” argentino”…

São Francisco, um Santo que fez da sua vida um verdadeiro exemplo, ajudando os mais necessitados e ainda é Protetor dos Animais!!! Meu Santo preferido eu confesso. Ainda sob a influência da nossa visita ao Vaticano, me peguei esses dias rezando pelo Santo Padre e pedindo sua proteção esquecendo que ele é humano como nós, mas também tenho certeza que ele tem um vínculo a mais com Deus, não acham????

Um Papa representa a Igreja Católica, mas não o Papa Francisco. O Papa Francisco representa uma revolução, ou melhor, uma grande evolução mundial intelectual, uma pessoa leve, sábia e muito bem humorada… São essas pessoas que o mundo precisa, concordam???

Devoção, Admiração, atitude… Bem-vindo Papa Francisco e continue nos motivando a sermos mais felizes!!!!!

E mais um vez OBRIGADA TDB e ORAL B!!!! Por nos proporcionar momentos tão próximos ao Nosso Papa Francisco… ( emocionada de novo!!! ). 

Angelita Gubolin
Coordenadora de Ferraz de Vasconcelos/SP



11
set
2013

Não vamos desistir!!!!


Não vamos desistir!!!


Olhando para o momento que vive nosso país, diante de manifestos de várias categorias trabalhistas e estudantis de nossa sociedade no ultimo mês, paro e fico refletindo: Como será o futuro do nosso país? Essa questão surge no olhar e na alma do povo brasileiro. Cada vez mais cresce a fome nas ruas, nos morros, o sistema de saúde cada vez mais precário, desvalorizando os profissionais da área. Cada vez menos dinheiro pra sobreviver.

Onde andará a justiça outrora perdida? Some a resposta na voz e na vez de quem manda. Homens com tanto poder e nenhum coração, gente que compra e que vende a moral da nação. Será que existe uma chance de sermos um povo realmente feliz? Há esperança?  Só acredito nisto se os líderes de nossa Pátria Amada forem verdadeiros patriotas e políticos genuínos que trabalhem realmente pelo bem estar da população brasileira.

É necessário que se levantem homens de caráter que não pensem somente nos seus próprios interesses…! Meus Deus, será que um dia isso vai acontecer? É tão difícil mudar a cultura de um povo tão acostumado a sofrer, a dar um jeitinho, que se contenta com pouco, um povo pacífico. E quando chegam as eleições, em quem votar??? Tantas promessas, tantas palavras… que se vão com o vento. Só sei que nós, os coordenadores do Espírito Santo, temos trabalhado com políticas públicas e pouca coisa tem-se concretizado. Levamos o Projeto de Lei de distribuição dos kits de higiene a nível de poder municipal, estadual e federal e estamos à mercê da vontade política de homens que parecem que nos ignoram…é indignante!!!!

Nos sentimos reféns e impotentes diante do querer realizar e não depender mais de nós. E estamos esperando… Só resta aos que tem fé em Deus pedir a ajuda do altíssimo pra que algo sobrenatural aconteça e consigamos ver a justiça social aos menos favorecidos acontecer, de uma coisa temos certeza, NÃO VAMOS DESISTIR, pois temos um exército de 15.000 voluntários que trabalham olhando para o mesmo foco: JOVENS E ADOLESCENTES de baixa renda NA CADEIRA DE UM DENTISTA DO BEM !!!! E VAMOS À LUTA!!!!

 

Rosemary Marqueti
Coordenadora de Cachoeiro de Itapemirim/ES



11
set
2013

Delírios de Arlete: Capítulo 7

por Luiz Roberto Scott
(coordenador voluntário de São Paulo/SP)

 

nfim chegara o grande dia da megatriagem. D. Epifania acompanhou Treivis, ja que Arlete com o novo trabalho não conseguiu a folga desejada. Sairam com o dia ainda escuro, juntos iriam até o metro. Dona Epifania ouvia atentamente as orientações de como e onde fazer as conexões das linhas do metro.

Esta era outra modernidade que ela abominava.

Levou o croche para se distrair no trajeto, já que iria ate Santo Amaro, do outro lado da cidade. Mas isso não era longe, comparado com a distância que seu neto vivia de um tratamento odontologico de qualidade. Mas quem sabe estivessem nos trilhos certos e agora cada vez mais perto disto, quem sabe…

Linhas vermelha , amarela  e azul …e ela tecia…não podia gostar daquilo, como pode gente pobre com roupa de rico e gente rica com roupa de pobre, todos no mesmo vagão, trem esquisito ! Nheco!

Treivis cochilava e ela agora prestava atenção na próxima estação, iam mudar de linha…. Enquanto isso ela tecia,  aquele emaranhado de gente nas plataformas, sabia mesmo para onde ia? Pareciam robotizados, lembrou-se  de quando ainda moça estivera em São Paulo, para visitar um tio internado no hospital psiquiátrico do Juquery, onde muito dos internos eram lobotomizados…. Agiam igual , seria isso? Nheco Manicômios…. Estas estações do metro parecem mais com fabricas de gente… As escadas rolantes parecem esteiras de uma linha de produção, produtos inacabados ou mesmo com defeitos…todos lançados no mercado! nheco Finalmente  chegaram ao Credicard Hall,  quanta organização !

Pessoas gentis, trabalhando incansavelmente… Dona Epifania ficou perplexa  e silenciosamente orgulhosa do que estava vendo. Ela nunca tinha visto tantos dentistas juntos, e bem humorados, em nada lembravam o Dr. Edimar, na época o único dentista em Lambari, e o mais carrancudo de todos! Nheco  Treivis fora atenciosa e cuidadosamente examinado, assistiram a palestras para entender o projeto, receberam um lanche, kit de higiene oral e saíram cheios de esperança e orgulho. Havia algum tempo que ela não experimentava esta sensação- orgulho-por ser tratada com atenção, ser chamada pelo nome , enfim de forma humana, ou melhor :

-…da velha forma humana! Nheco

Estes sim são loucos, e adoravelmente loucos ! nheco Agora era aguardar e torcer para que  Treivis fosse selecionado.

Retornando para casa, de volta ao crochê e às estações de metrô, linhas azul, amarela e vermelha…Liberdade , Consolação e a Luz no fim do túnel!

Nota do Autor

A lobotomia e leucotomia foram utilizadas em pacientes de instituições asilares brasileiras, entre 1936 e 1956. Também chamadas de psicocirurgias, eram intervenções que consistiam em desligar os lobos frontais direito e esquerdo de todo o encéfalo, visando modificar comportamentos ou curar doenças mentais. A técnica, idealizada pelo neurologista português Egas Moniz em 1935 e aperfeiçoada pelo americano Walter Freeman, chegou ao Brasil por intermédio de Aloysio Mattos Pimenta, neurocirurgião do Hospital Psiquiátrico do Juquery, em São Paulo, logo seguido por outros médicos.

Esta medida foi aplicada em mais de mil pacientes internados não só para fins curativos, mas também para aprimorar tecnicamente a cirurgia, uma vez que os experimentos preliminares com animais eram escassos. No Brasil, a técnica foi adotada até 1956, passando a ferir o Código de Nuremberg, de 1947, concebido para regulamentar e conter os abusos da experimentação médica em seres humanos ocorridos durante a Segunda Guerra Mundial e também com o surgimento dos psico fármacos em 1950 e da eficácia tratamentos clínicos a técnica foi abandonada.

O hospital psiquiátrico do Juquery era na época o maior manicômio da América  Latina.



10
set
2013

Delírios de Arlete: Capítulo 6

por Luiz Roberto Scott
(coordenador voluntário de São Paulo/SP)

 

Naquela mesma manhã , Treivis apresentaria seu trabalho de pesquisa para a classe. A professora Inez ressaltara a importância do conhecimento das biografias e das histórias das pessoas que hoje davam nome a praças, escolas e monumentos. Conhecer a história de seu lugar e quem foram as pessoas notórias do passado, o que , como e porque assim ficaram conhecidas é puro exercício de cidadania, alertava ela. Seu personagem sorteado fora o Conselheiro Antônio Prado, que dava nome a sua escola, no bairro da Barra Funda.

- O Conselheiro Antônio Prado foi o intendente da cidade de São Paulo, na República Velha, em 1989, passando depois a prefeito até 1911. Sendo assim o prefeito que ocupou o cargo durante mais tempo na história da cidade, narrava Treivis. – A classe permanecia atenta, Treivis fizera uma boa pesquisa e estava seguro na sua explanação… – Vale lembrar que o bairro da Barra Funda tem este nome porque nesta região a barra do rio Tietê era funda. Esta área abrigava a Chácara Carvalho, de propriedade da família de Antônio Prado, e ele morava num casarão projetado pelo mesmo arquiteto do museu paulista, mais conhecido como museu do Ipiranga. Mais tarde este casarão abrigaria o colégio madre Cabrini. A implantação do sistema de energia elétrica em São Paulo, em 1900, está entre suas realizações mais conhecidas; também a Pinacoteca, a estação da Luz e o Teatro Municipal. Embora este tenha sido inaugurado na gestão seguinte à sua, foi com Antonio Prado que ele foi construído e finalizado. Foi banqueiro, fundador do conhecido Comind, e presidente da companhia paulista de estradas de ferro, além de fazendeiro e cafeicultor…

Enquanto discorria quase mecanicamente, Treivis se inquietava com a lembrança do pai que nunca tivera, qual teria sido sua obra?

- … E faleceu em 1929, finalizou Treivis.

A sua apresentação fora a última das biografias da semana. Voltou à sua cadeira e agora ouvia a prof. Inez:

- Meninos reparem e pensem… Em entrevistas livres às pessoas, a grande maioria manifesta-se sempre em busca da felicidade… qual seu maior desejo? Ser feliz… Ter uma vida digna e ser feliz… etc… Em suas pesquisas de biografias, onde está o espaço na linha do tempo da figura notória que demonstra a felicidade?

A espécie humana, se autoqualifica e é medida pelo que faz e não pelo que sente… O que fica para a história destas pessoas todas que pesquisamos? Seus feitos, totalmente circunstanciais, uma vez que ocuparam cargos públicos e transitórios e não necessariamente cargos vocacionais… Estavam prefeitos, estavam governadores etc …

Certamente eles também quiseram ser felizes… E provavelmente o foram em pelo menos parte de suas vidas. Mas raras são as biografias que citam isto… A de Paulo Freire, o grande educador começa assim… fui feliz…

Apesar de serem lembrados pelo que fizeram, devemos lembrar que eram movidos pelo que sentiam… isso os levava aos feitos… Não são coisas antagônicas, nem dispares… São intrinsecamente dependentes. Com muita sagacidade Mario Quintana deixou em seu epitáfio: Não estou aqui !

Os trabalhos de vocês todos estavam muito bem elaborados, parabéns!

Lembrem-se desta frase de Carlos Drummond de Andrade e levem isto para suas vidas:

” Que a felicidade não dependa do tempo, nem da paisagem, nem da sorte, nem do dinheiro.

Que ela possa vir com toda a simplicidade de dentro para fora, de cada um para todos”

Até amanhã…