E se realmente o mundo fosse acabar?

Impulsionado pela má  interpretação do calendário Maia, 2012 trouxe a tona o temor do fim dos tempos. Desfeito o mau entendido a vida segue, mas sem afastar o pensamento pessimista que traz consigo outros questionamentos como: o que posso fazer antes que o mundo se acabe?

Logo me ocorre aquela música da Carmem Miranda – E o mundo não se acabou.

“Anunciaram e garantiram que o mundo ia se acabar
Por causa disso a minha gente lá de casa começou a rezar
E até disseram que o sol ia nascer antes da madrugada
Por causa disso nessa noite lá no morro não se fez batucada

Acreditei nessa conversa mole
Pensei que o mundo ia se acabar
E fui tratando de me despedir
E sem demora fui tratando de aproveitar

Beijei na boca de quem não devia
Peguei na mão de quem não conhecia
Dancei um samba em traje de maiô
E o tal do mundo não se acabou”
Uma delícia, né?

Como de uma forma ou de outra um dia tudo terá fim, eu é que não vou ficar adiando fazer tudo que amo…

 

Saulo Nixon
Coordenador e DENTISTA DO BEM de São Gonçalo/RJ