01
set
2014

Turma do Bem produz espetáculo Teatral sobre a vida de D. Maria I

4vxrcdq0mopzkvvyb5mguq8dw

Em uma iniciativa pioneira, a Turma do Bem, ONG que atua na área odontológica, está produzindo o espetáculo teatral Palavra de Rainha. Baseado na vida de D. Maria I, a peça nos convida a viajar pelo paradoxal universo da monarca, conhecida em Portugal como a Piedosa e, no Brasil, como a Louca.

A peça coloca Maria I em situação de reclusão. Além de sua real reclusão em Queluz, em Portugal, e no convento, já no Rio de Janeiro, a rainha é deixada a sós com suas divagações. Ela está à deriva no mar de seus pensamentos, onde memória e delírio se misturam, ora em violentas tempestades, ora em calmas análises do passado.

Em seus devaneios, dona Maria I relembra sua trajetória até o trono, relembra da dor de ter perdido seus filhos para a varíola, dos desastres pelos quais Portugal foi acometido, das dificuldades deixadas por seu pai e dos primeiros sinais de loucura que apresentou. Nessa travessia que a encenação nos convida a acompanhar, vemos surgir importantes coadjuvantes da história de D. Maria I, com quem ela trava imaginários diálogos: Dom João VI, Marquês de Pombal, seu pai Dom José I e Carlota Joaquina.

Desse modo, além de lançar luz sobre uma personagem frequentemente ignorada pela história oficial, por não se basear em um texto meramente histórico, o espetáculo conduz à discussões interessantes sobre o papel da mulher na história e o reducionismo maniqueísta entre Bem e Mal, Certo e Errado, Sanidade Loucura, Piedade e Crueldade.

Escrito por Sérgio Roveri (vencedor do Prêmio Shell), Palavra de Rainha é protagonizado por Lu Grimaldi e conta com direção de Mika Lins, Direção de Produção de Giuliano Ricca, Cenografia/Figurino de Cássio Brasil e Designer de iluminação de Fran Barros.

 

Trabalho Social

O principal objetivo da peça é gerar uma fonte de renda alternativa para a OSCIP, garantindo, então, a continuidade e expansão de nossos projetos.

Desse modo, pela primeira vez uma organização social utilizará leis de incentivo para produzir cultura e, com isso, gerar investimentos para atacar um problema social – no caso, a falta de acesso a tratamentos odontológicos.





Comentários (0)


Deixe seu comentário