05
mai
2014

Experiência nova!

por Nícia Paranhos Arruda, dentista do bem de Barra Bonita e Igaraçu do Tietê/SP

 

Começo aqui me apresentando: Nícia de Mattos Paranhos Arruda. Cirurgiã Dentista e do BEM, com muito orgulho, da cidade de Igaraçu do Tietê/SP.

É um grande desafio escrever neste espaço. Então me proponho a tentar, uma vez que não me considero uma escritora ou colunista de fato.

Escolhi falar exatamente sobre o que me trouxe até aqui, o VOLUNTARIADO.

Esse tema está muito em evidência (felizmente). Acho que as pessoas estão se voltando para assuntos como este justamente pelo momento econômico e social que estamos passando.

Encontramos na prática do voluntariado uma forma de amenizar nossa culpa. Sim, porque acredito que somos “coniventes”, uma vez que fazemos parte de TODA a sociedade, inclusive aquela parte que não gostamos.

Quando virei voluntária da Turma do Bem, fui pesquisar sobre o assunto e encontrei o seguinte texto:

“Em recente estudo realizado na Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança, definiu-se o voluntário como ator social e agente de transformação, que presta serviços não remunerados em benefício da comunidade; doando seu tempo e conhecimentos, realiza um trabalho gerado pela energia de seu impulso solidário, atendendo tanto às necessidades do próximo ou aos imperativos de uma causa, como às suas próprias motivações pessoais, sejam estas de caráter religioso, cultural, filosófico, político, emocional”.

Óbvio que me encaixei perfeitamente.

O voluntariado transforma a vida das pessoas, muda conceitos, muda o modo de encarar a vida, nos resgata, nos dá importância, nos dá credibilidade, nos impulsiona, nos redime…

Eu já falei isso, mas continuo falando: invistam no voluntariado, eu RECOMENDO!!!

PS – Para reforçar minha tese, o ponto alto desse mês foi receber a revista Seja+1 (linda e completa – do começo ao fim. Embora eu seja suspeita, mas duvido encontrar alguém que discorde de mim). Quase a decorei, tanto que li e reli as matérias. Uma me chamou a atenção: “Para sempre Dentista do Bem”, com Regiane Marton, presidente da Heraeus Kulzer, nossa nova Mantenedora. Ela fala com muito carinho de quando ainda exercia a Odontologia clínica e era dentista do bem, citando seu paciente, o Hugo Leonardo. (Pois é assim mesmo, o primeiro paciente do Bem a gente nunca esquece: o meu foi o Jhonatan. Ele foi comigo até no programa do Jô, ainda que só a foto do caso clínico.. rs…)

Quem ainda não leu a reportagem, vai lá. Ela serve de incentivo para todos nós… pois, mesmo trilhando outros caminhos, a Regiane encontrou uma maneira de continuar na Turma do Bem. Afinal, como ela mesma diz: uma vez Dentista do Bem…

 

Clique aqui para comentar.





Comentários (0)


Deixe seu comentário