A história é tua

Apareci com o desejo de transformar, persisti sempre para prolongar, aproximei, excedi, voei, saltei por querer observar, surgi sem esperar, sucedi a ideais. Tentei para conseguir, arrisquei para conquistar. Acreditei em ilusões, valorizei assombrações, me envolvi em experiências e até calei sensações. Contei os minutos para não deixar o tempo passar, acreditei e assim passou a existir. Analisei sensibilidades, observei tentativas. Colhi o que tinha acabado de plantar, apreciei individualidades, passei sem sequer olhar, conheci para assim poder assimilar, aprovei porque tinha mesmo que lá estar, aceitei depois de me assustar, prendi a respiração quando não acreditei. Bloqueei só por estar a descobrir, mudei para assim existir, cresci sem intenção, multipliquei para assim estar, progredi só por me achar…

Nos feitos, nas conquistas, nos momentos de evolução, nas chegadas, nas partidas, na novidade, temos que ter a sensação interior de termos superado a nós mesmos. O melhor reconhecimento, o melhor elogio, a melhor sensação é de exclamarmos para dentro de nós: “Quem diria!”.

Nunca imaginei que estaria entre vocês, um ano depois de conhecê-los. Pois, aqui estou eu. Tenho certeza, que há um ano, entrei na porta certa. É sabido que a jornada da TdB é tão completa de embaraços, contrariedades, emoções, perturbações, aprendizagens e que tudo, toda essa jornada se torna tão agradável, tão gostoso, quando se tem companhias certas. O resultado sempre é positivo. Só tenho a agradecer…

 

Cleferson Ferreira
ESTUDANTE DO BEM de Olinda/PE