por Marília Martins
(coordenadora voluntária de Guarulhos/SP)

 

A primeira vez… a gente nunca esquece!

É a mais difícil ou o medo do fracasso soa mais alto?!? Por que nunca fizemos ou nunca tentamos?!?

Mas para tudo existe uma primeira vez. Por exemplo: essa é a primeira vez que escrevo sabendo que milhares de pessoas vão ler, e isso cria um iceberg dentro do estômago. O intuito é não falar de odontologia ou sobre a TdB, afinal dentista tem vida fora da Odonto (será?) e Dentista do Bem tem vida fora do projeto (será?²). Para essa “missão impossível” só o Ethan Hunt – aquele cara do filme, que tem a linha média desviada… lembraram?!

Falando em primeira vez, iceberg’s no estômago… é humanamente impossível não se lembrar da primeira ptérigo , do primeiro siso e da primeira endo no 27. E só sendo louco para fazer a segunda. Mas o primeiro implante… ah, esse eu nunca esqueço! Ok, sem odontologia!!!!

Prazeres… os primeiros prazeres também são inesquecíveis. Quem não se lembra do primeiro beijo, do primeiro dia na escola nova, da primeira bicicleta? Da primeira noite na barraca de camping, do primeiro rapel ou do primeiro passo do seu afilhado?!? Vivi todos esses prazeres na semana passada e nunca mais quero esquecer. Não me esqueço também da Suellen e do seu sorriso. A Suellen foi a primeira paciente que atendi como “Dentista do Bem”. A primeira triagem como coordenadora é inesquecível. Da mesma forma que o choro, o abraço e a gratidão de alguns pais na minha primeira reunião para apresentação do projeto não sairão jamais das minhas mais deliciosas memórias. Sorry, não tem como falar sobre os prazeres dessa vida sem falar da TdB.

Enfim, sou Marília Martins, coordenadora de Guarulhos e uma dos muitos loucos que estarão aqui, mensalmente, escrevendo para vocês sobre os mais deliciosos prazeres da vida (o que inclui e muito a Turma do Bem e a Odontologia)!!!! Rsrsrsrsrs.