A velhice e a juventude

 

Quarenta anos é velhice para a juventude, e cinqüenta anos é juventude para a velhice.
Victor Hugo

Estou vivendo meus 43 anos. Segundo Victor Hugo, na transição entre a velhice e a juventude. Vivo numa cidade maluca, cheia de caos aos olhos pessimistas e com um glamour especial aos otimistas de plantão.

Participando ativamente de projetos sociais, vejo que estamos carentes de bons gestos, precisamos urgentemente melhorar o nível de educação desse povo! Me pergunto muitas vezes: O que eles fazem para não enxergar tanto problema? A união faz a força! Este ditado sempre bem usado, cada vez mais faz sentido…

Acompanho alguns progressos, tem muita gente fazendo muita coisa boa! Mas mesmo assim deixaram que a carência fosse maior que tudo… parece um dragão cuspindo fogo em cima do mais alto arranha-céu.

Precisamos da força da juventude… de muita boa vontade em ajudar o próximo, sem distinção. E de muita sabedoria da velhice, para poder guiar as ações daqueles que querem trabalhar para o bem!

Por que será que as pessoas se reúnem com tanta facilidade para festejos, baladas, e tantas outras curtições e quando o assunto é voluntariado todo mundo desconversa? Vamos nos ajudar! Vamos fazer deste, um mundo mais humanizado! Fazer com que muitos velhos possam se sentir jovens novamente, com um pouco mais de dignidade!

Estou te esperando…

 

Marcos Jordão
Coordenador e DENTISTA DO BEM de São Paulo/SP