por Nícia Paranhos Arruda
(coordenadora voluntária de Barra Bonita e Igaraçu do Tietê/SP)

 

O lado bom de se “amadurecer”… Percebo agora que sei enfrentar melhor os problemas, ou as “peças” que a vida nos prega. Seria a “maturidade” ou tantos tombos que já levamos?

Sem dúvida nenhuma que a vida nos ensina, então VIVA A MATURIDADE!!!

Anteriormente, me sentia insegura frente aos problemas, desde os pequenos até os mais “cabeludos”. Preferia me colocar no lugar de vítima a procurar forças para me reerguer. Agora sei que à medida que o tempo passa e a “experiência” aumenta, aprendemos a enxergar as coisas com mais clareza. A maturidade nos faz ver que as perdas e enganos acontecem com todo mundo, justamente para testar nossa vontade e capacidade de SUPERAÇÃO.

Daí, fica a dica: quanto mais apontarmos o dedo para nós mesmos, nos julgando incapazes de enfrentar esse ou aquele problema, mais inseguras ficaremos… A liberdade de não se ver como “vítima”, não tem preço. E é exatamente isso que a maturidade nos proporciona.

Por isso, hoje, mesmo quando algo parece não ter solução, coloco um sorriso no rosto e sigo adiante. Porque sei que, ao erguer a cabeça e manter minha autoestima firme e forte, fica mais fácil enxergar “novas possibilidades”…

Obs: Em momento algum, citei a expressão VELHA pois não me sinto assim, não MESMO… Sigo me atirando em projetos com a mesma intensidade que fazia anos atrás, quando não contava com toda essa maturidade, RS.