26
out
2013

Brasil Banguela


Para marcar o Dia do Dentista, 25 de outubro, a Turma do Bem reuniu voluntários do projeto Dentista do Bem para uma manifestação na marquise do Parque do Ibirapuera. Vindos de todas as regiões do Brasil, os 400 dentistas construíram uma instalação para denunciar a falta de acesso e o descaso público com a saúde bucal no país.

O protesto aproveita o intenso momento de agito social da nação para chamar a atenção para um grave problema: segundo dados do IBGE, mais de 23 milhões de pessoas nunca foram ao dentista no Brasil.

“A odontologia sempre foi negligenciada; agora temos a oportunidade de mudar essa situação e incluir o tema na agenda política”, afirma Fábio Bibancos, presidente voluntário da organização, que há 11 anos atua na área de saúde bucal.

O ato se baseou em uma intervenção artística, coordenada pelo artesão Marcelo Darghan. Além disso, a ação contou com a participação da Orquestra Geração, formada por jovens beneficiários do projeto Dentista do Bem em Portugal.

Odontologia e Políticas Públicas

Segundo a PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios/IBGE), quase 20% da população nunca foi ao dentista e 45% dos brasileiros não têm acesso aos serviços odontológicos particulares. Além disso, o consumo do kit de higiene bucal é um dos mais baixos do mundo. “Na média brasileira, uma família inteira divide uma única escova de dente por ano. Um absurdo que se reflete no número gigantesco de pessoas com problemas odontológicos”, dispara Fábio Bibancos.

O ato pretende fomentar uma reflexão sobre esse cenário e propor a implantação de políticas públicas que universalizem o acesso à odontologia de qualidade. Nesse sentido, o primeiro passo é a distribuição gratuita do kit de higiene bucal, composto por escova, pasta e fio. “É uma medida preventiva barata e eficaz”, explica Bibancos. “Se todos tiverem acesso ao kit, poderemos reduzir drasticamente a demanda por tratamento odontológico no futuro.”

A proposta da TdB é que os kits sejam distribuídos gratuitamente nas Farmácias Populares, cujo leque de produtos não se restringe aos medicamentos e inclui outros itens destinados à prevenção, como preservativos e seringas. Voluntários da TdB em todo o país têm se dedicado a levar essa proposta para as Câmaras Municipais e os resultados começam a aparecer. Em Aurilândia/GO, Firminópolis/GO, São Luís dos Montes Belos/GO e Guarapuava/PR o projeto já está em execução.

 





Comentários (0)


Deixe seu comentário