28
jul
2014

Rede social ou antissocial?

por Thiago Gimenes, dentista do bem de Votorantim/SP

 

Mês passado foi ressuscitado um velho amigo de muitos dos que leem esse texto: O ICQ. (Se você não sabe do que estou falando, veja aqui www.icq.com/pt).

Ele voltou para brigar com o WhatsApp (se você não sabe o que é WhatsApp, está na hora de se atualizar um pouquinho) e entrar de vez nesta mania de mensagens instantâneas gratuitas.

Muitas pessoas criticam o fato de passarmos muito tempo com o celular na mão ou pelo fato de só conversarmos através do WhatsApp. Muitos ainda dizem que estes aplicativos distanciam as pessoas. Eu discordo. E discordo muito.

Tenho certeza que muitos de vocês, coordenadores, criaram grupos no WhatsApp para conversar de maneira mais rápida com os dentistas de sua rede (se ainda não fez, tá na hora né!). Tenho certeza também, que a galera que trabalha na ONG se comunica via WhatsApp quando não estão juntos. E os dentistas que conhecemos nas capacitações, mas moram em outros estados? WhatsApp resolve!

Redes sociais e aplicativos de troca de mensagens, se usados da maneira correta, unem as pessoas. Pessoas que talvez nunca conhecêssemos, agora podem bater um papo conosco todos os dias.

Grandes amizades se formam on-line, casais surgem on-line, encontros são combinados on-line, velhos amigos se reencontram on-line e dentistas entram para a TdB e são capacitados on-line.

Que as redes sejam mais sociais que antissociais.





Comentários (0)


Deixe seu comentário